5.07.2006

amor à tarde

Sergey Ryzhkov

quando se moviam
os céus e a terra
e as nuvens voavam
nos olhos fechados
quando ecoavam
gemidos de guerra
pelo espaço todo
e os ramos quebrados
estalavam breves
de dores ligeiras

é que o amor entrava
pela porta da tarde
e vinha enrolar-se
nos corpos suados
mesmo à minha beira
mesmo à tua beira
até relaxarmos
até distendermos
até adormecermos
os dois abraçados.