5.12.2006

os primeiros raios de sol

seriam os últimos que veria daquela janela?

olhou os frutos com que ornamentava sempre a casa, pegou uma maçã trincou-a, soube-lhe à sua terra.

- as flores da montanha não duram nas jarras. aqui só mesmo a fruta para dar côr.



Vladimir Kulichenko

quando falou em partir, a mãe concordou.

- depois do escândalo na vila, é o melhor que fazes.


e começou a fazer uma camisola de lã, que ela não chegaria a usar.

da net

- o frio da montanha é seco. sei lá como é para onde vais e dinheiro para te dar não tenho. tivesses poupado como faz a tua irmã.

a irmã nem falou. furiosa por ter de ficar com quase todo o trabalho da casa e da loja.


Cristo Stankulov

teve a sensação sofrida de que deixar de viver com a familia não era para elas uma mágoa, era um alívio, de certa maneira.

um antigo namorado foi o único a fazê-la sorrir. esse tinha os olhos brilhantes de água e trouxera uma planta .

bjp photography

- um arbusto dos montes. vê se o fazes crescer. deixas um rasto bom onde parares. mas tu voltas não é?

- volto, Carlos. eu tenho de voltar.

e pensou para si própria - e de cabeça erguida!-.

(segue)

7 Comentários:

Blogger Dark Side disse...

Obrigado!
Fica Bem!

5:44 PM  
Blogger ≈♥ Nadir ♥≈ disse...

:)
Gostei muito de te ler :)
beijos e bom fim de semana

5:58 PM  
Blogger Um outro olhar disse...

gostei

especialmente da parte "- um arbusto dos montes. vê se o fazes crescer. deixas um rasto bom onde parares"

:)

6:55 PM  
Blogger PiresF disse...

Bem... a forma como escreves não me é estranha, digo-o por não saber quem és, e por o teu blog ser novo. Independentemente disso, escreves bem para “caraças” e esta história está-me a cativar.
Na postagem anterior, admiti saber qual o caminho que seguirias e enganei-me, agora não repetirei o erro, mesmo pensando saber para onde vais e é também isto que me atrai; a imprevisibilidade da tua escrita.

Cá continuarei a seguir-te e a tentar adivinhar-te os caminhos.

Um abraço.

8:29 PM  
Blogger alice disse...

para ti, os primeiros raios de sol do início da minha noite

um grande beijinho ;)

fica bem

alice

10:05 PM  
Blogger Laço Lilas disse...

Ual...que maneira interessante de se escrever, assim terei mesmo que vir aqui sempre pra seguir essa história. E admito que isso não me fará nem um pouco mal, estarei sempre a te visitar!!

Ah...sou um dos Laços do Blog Laço de Fita! Adoramos a visita.

Deixo com laços de felicidade!!!

5:22 PM  
Blogger couvinha portuguesa disse...

Admito que fui à procura do início da história,que gosto do desapego da personagem e que tive pena qd apareceu (segue):)

6:29 PM  

Post a Comment

<< Home